Ultrapassar o medo de andar de avião em quatro horas

//Ultrapassar o medo de andar de avião em quatro horas
strah2
Hipnose Clínica para ultrapassar fobias

Lisboa, 2014 – Efectuar longas viagens de automóvel ou comboio e/ou chegar mesmo a deixar de conhecer locais por causa do medo de andar de avião, já não são alternativas para quem sofre de fobia de andar de avião. Recorrer à hipnose clínica é uma solução acessível e rápida mas ainda muito pouco conhecida pelos portugueses. 

Actualmente, já existe no nosso país uma terapia acessível e que requer poucas horas para ultrapassar o medo de andar de avião, conforme explica Cristina Infante Borges, hipnóloga clínica, esclarecendo que “a aerofobia está muito associada ao pânico de morrer, à possibilidade de vir a ter uma morte trágica através da desagregação muscular e falta de identificação física. Na maioria das vezes, esta fobia é de origem psicossomática, até porque está provado cientificamente que a probabilidade de sofrer um acidente de automóvel é muito maior do que a de sofrer um acidente de avião. A  psicossomatização é muitas vezes aceite e instalada de forma inconsciente através da visualização ou leitura de uma notícia ou filme, normalmente em momentos em que o sujeito se encontra emocionalmente mais fragilizado. No entanto, através da hipnose clínica é possível facilmente superar esta fobia”.

Quando questionada sobre o método utilizado, Cristina Infante Borges esclarece que “primeiro é retirada a emoção associada à primeira situação que despoletou o trauma, através de uma regressão no tempo até esse momento. Depois esta é re-significada e são instaladas novas premissas/sugestões que farão com que o elemento fóbico seja atenuado. Posteriormente, o sujeito é levado a entrar em contacto com o elemento. A hipnóloga clínica acrescenta ainda que “em média, são necessárias apenas cerca de 4 horas de terapia para tratar esta fobia, registando uma taxa de sucesso de 96%”.

Neste contexto, a hipnose clínica também é útil na diminuição de ataques de pânico a bordo pelo que a hipnóloga clínica realça a importância da formação dos assistentes de bordo nesta área.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.